Conecte-se

Sociedade

#LITERATURA

Eu Vi o Mundo #5 – João Paulo Cuenca

Escritor e cineasta, João Paulo Cuenca, revela que está escrevendo um novo livro e planejando um filme sobre as ameaças e inúmeros processos movidos contra ele por pastores evangélicos bolsonaristas

Dawisson Belém Lopes e Guilherme Casarões, da Eu Vi o Mundo
#LITERATURA17 de mar. de 231 min de leitura
Dawisson Belém Lopes e Guilherme Casarões, da Eu Vi o Mundo17 de mar. de 231 min de leitura

Cuenca foi atacado em mais de 140 processos na Justiça por conta de uma metáfora que usou no Twitter. Já ganhou em 90 dos processos. Em junho de 2020, ele escreveu: “O brasileiro só será livre quando o último Bolsonaro for enforcado nas tripas do último pastor da Igreja Universal”.

Ele parafraseou o escritor católico francês do século 18 Jean Meslier – um ferrenho defensor da separação entre Igreja e Estado. Meslier ficou célebre por esta frase: "o homem só será livre quando o último rei for enforcado nas tripas do último padre”.

Por conta da metáfora, Cuenca foi crucificado:

"A Igreja quis me pendurar como Judas, dizendo assim: "olha só, você não fala o nome da igreja que acontece isso com você".

#LITERATURA
IGREJA
BOLSONARO
BRASIL