Conecte-se

Poder

#MUNDO

Eu Vi o Mundo #3 - Irene Vida Gala

Uma das raras mulheres a chegar ao topo da diplomacia defende que o Brasil busque maior parceria com a África e alerta para o papel estratégico que o continente está ganhando

Dawisson Belém Lopes e Guilherme Casarões, da Eu Vi o Mundo
#MUNDO1 de fev. de 231 min de leitura
Dawisson Belém Lopes e Guilherme Casarões, da Eu Vi o Mundo1 de fev. de 231 min de leitura

Irene Vida Gala fala das mudanças na formação dos diplomatas, das poucas mulheres hoje no Itamaraty, da África e de sua visão de mundo.

Para a embaixadora, a África ganhou importância global e seria um erro o Brasil tratar os países do continente como objetos. Ela lembra que o Brasil é o único país no mundo com mais de 50% de afrodescendentes e sustenta que uma parceria mais estreita com os africanos é necessária porque toca em vários campos de interesse do Brasil – do comercial ao ambiental.  

"A gente tem que entender muito melhor, como instituições brasileiras –  e eu falo Itamaraty e outros agentes dentro do Brasil – o que é a África hoje", diz Vida Gala.

#MUNDO
ÁFRICA
DIPLOMACIA
IRENE VIDA GALA