Conecte-se

Ideias

#POLÍTICA

Rodrigo Maia: "É um erro achar que terceira via é um terceiro ponto"

O mais longevo político na presidência da Câmara diz ao programa Eu Vi o Mundo que político brasileiro não discute a realidade, "por medo de perder votos"

Deborah Berlinck, para Headline Ideias
#POLÍTICA1 de mar. de 232 min de leitura
Deborah Berlinck, para Headline Ideias1 de mar. de 232 min de leitura

Rodrigo Maia, que deixou sua marca como o mais longevo presidente da Câmara dos Deputados, lamenta que partidos de centro-direita tenham sido praticamente enterrados no Brasil polarizado. Para o ex-deputado federal carioca – agora sem mandato, depois de 23 anos de carreira – "o grande erro do Brasil hoje é achar que terceira via é um terceiro ponto".

Maia, 52 anos, é o convidado desta quarta-feira do programa de entrevistas Eu Vi o Mundo, comandado pelos cientistas políticos Dawisson Belém Lopes (UFMG) e Guilherme Casarões (FGV- EAESP). O programa é apresentado com exclusividade por Headline

Ele lamenta que políticos no Brasil não discutam ideias e tampouco a realidade. "Nós não estávamos, e infelizmente, continuamos não acostumados no Brasil a discutir as coisas como elas são do ponto de vista real, por medo de perder votos.", admite.

Rodrigo Maia nasceu em Santiago do Chile. Seu pai, o economista e ex-prefeito do Rio, Cesar Maia, exilou-se primeiro no país andino e depois em Portugal para escapar da ditadura de 64. Em pouco mais de 50 minutos de entrevista, Rodrigo Maia, que também comandou o hoje extinto partido Democratas (Dem), fala da infância, de sua visão do mundo e discorre sobre as crises que enfrentou na presidência da Câmara.

Ouça a versão em podcast

Um olhar brasileiro

Eu Vi o Mundo é um programa de entrevistas. Em conversas com personalidades do meio político, cultural, científico e esportivo, Dawisson Belém Lopes e Guilherme Casarões mergulham no universo das mais variadas personalidades, buscando "discutir, iluminar e compreender grandes questões internacionais a partir do olhar brasileiro".

O título do programa foi inspirado na obra do pintor modernista pernambucano Cícero Dias. A série de entrevistas se beneficia da experiência acadêmica dos seus idealizadores, que se dedicam há duas décadas ao ensino acadêmico e à pesquisa sobre temas de relações internacionais e política externa brasileira. Exibido em Headline, a série de 15 episódios tem divulgação em mídias sociais, como Facebook, Instagram e Twitter.

Esta é a segunda temporada do programa, que passou a ser publicado em janeiro por Headline Ideias. A estreia foi com Luis Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Depois, o filósofo e líder indigenista Ailton Krenak, a embaixadora Irene Vida Gala, presidente da recém-fundada Associação de Mulheres Diplomatas Brasileiras, o jornalista esportivo Juca Kfouri, o escritor e cineasta João Paulo Cuenca e a jornalista Patrícia Campos Mello.

#POLÍTICA
BRASIL
CONGRESSO
RODRIGO MAIA